segunda-feira, 3 de janeiro de 2011

OS VERDADEIROS CROMOS, PARTE IV

O ZAIRO

O Zairo é daqueles cromos que ainda se mantém no activo embora com um grau de cromisse bastante menos evidente. Era, e é conhecido pelos seus óculos de lentes fundo de garrafa, pela sua baixa estatura e pelo seu velho fetiche de Exibicionista. Zairo vivia, e acho que ainda vive, numa casa em frente á farmácia de Minde, pleno centro comercial e passagem obrigatória de dezenas de pessoas incluindo crianças que vão e vêm da escola. Já há 30 anos assim era. Talvez ainda mais do que é hoje devido à grande afluência das “mulheres das fábricas” que então dinamizavam o centro de Minde. E foi numa tarde há 30 anos atrás, dessas tardes em que o centro de Minde era concorrido e eu regressava da Escola com 2 ou 3 amigas (eu morava na Praça 14 de Agosto, na altura) que para nosso espanto ou mesmo total horror haveríamos de ter a nossa primeira experiência sexual, nomeadamente a nossa primeira experiência de sexo visual. Pela primeira vez na vida e claramente, com alguns anos de emancipação, vimos o primeiro homem nu. O Zairo exibia a sua masculinidade, sem pudor, e com um sorriso nos lábios típico de quem oferece aos transeuntes um delicioso presente, neste caso sem embrulho. Claro que todas gritámos de horror e fugimos apressadamente rindo da situação insólita.

Claro que, passados 30 anos, ainda faço terapia para minimizar os efeitos psicológicos que esse episódio teve ao longo da minha vida. Afinal…o primeiro homem que vi nu, não foi o Brad Pitt, não foi o Geoge Clonney, nem tampouco o Tom Cruise…
Foi o Zairo.
E isto não é bom. De todo...
Mas enfim...

Parece que, fora esta loucura exibicionista, o Zairo nunca fez mal a ninguém chegando mesmo a levar algumas repreensões de alguns maridos mais violentos e ciumentos e, now a days, consta que tenha mesmo sido vítima de burla nupcial…

5 comentários:

..os meus momentos! disse...

Grande cromo mesmo!!!

krasiva disse...

também passei pela terrível experiência. Perturbador!

teacher disse...

Ai, não posso deixar passar: nowadays, ok? Tudo junto. Ou foi propositado?
De qualquer modo, quanto ao Zairo, não me parece que fosse tão inóquo quanto pensas: exibia-se para as criancinhas do jardim infantil e dava sovas na mulher de caixão à cova, chegando a violá-la. Por isso ela fugiu. Também é preciso não ter as 7/8 bem medidas para casar com um homem daqueles...
Bye

Anónimo disse...

Obrigado Teacher. Realmente o meu Ingles anda um bocado enferrujado...

E eu que pensava que ele era um pobre inocente com uma grande nóis...Viste?

CALOS

Anónimo disse...

nóia...queria dizer nóia.

CALOS outra vez