sexta-feira, 27 de dezembro de 2013

O TEMPO VOA

O meu príncipe chegou. Passou a noite do tributo aos Pink Floyd, passou o batizado da minha pequena e linda sobrinha, passou a estreia do musical de Natal e a sua reposição, passou a véspera de Natal e o dia de Natal. Passou o bacalhau e as filhós, passou a tarde a fritar sonhos e a tarde a beber cálices de vinho do Porto e a rir dos disparates dos amigos em casa da Calos.
O tempo voa e eu não tenho conseguido dizer nada ao mundo. Mas tenho foito muitas outras coisas!!!!
Agora prepara-se mais um fim de semana em altas: hoje teatro em Lisboa, amanhã o nosso tradicional jantar chic de Natal e na passagem de ano vou à Madeira (vou à Madeira, não à madeira...)
Oh happy days!

quarta-feira, 25 de dezembro de 2013

A Revolta das Renas - um conto de Natal

O nosso musical foi um sucesso. As crianças adoraram, os pais também e nós nem se fala. Para quem não viu ou quer ver outra vez, vamos fazer um sessão especial amanhã, dia 27 às 10:30 da manhã.
Entretanto fiquem com o vídeo da reportagem da TV Minde.
Beijinhos e Feliz Natal!!!!!!

http://youtu.be/BBtk2Nt0fRg

sábado, 21 de dezembro de 2013

Postar, postas de pescada, no blog IKEA

Hi Catarina,
Hope you're well!

As promised, I'm getting in touch to ask if you'd like to write a blog post for our spring issue? (which would be published in our online magazine at the same time as your home feature)

We're looking for someone who can come up with and write about an IKEA-based children's project (either something that children can make themselves or a project to work on for/with children). Our theme is recharge and refresh (self and home). Do you have any ideas or recent projects which might fit the bill?

We can pay £100 for any commissioned posts.
 
Thanks 
Helen
(Ikea Family Live Magazine)

O que é que isto quer dizer?
Quer dizer que os gajos da revista do IKEA querem que eu post no blog deles e ainda me pagam por isso.
Hehehehehehehehe!!!!!
Isn't that something?????!!!!!!!!!

Agora preciso de ideias. Ajudem, please! Alguém?!....Alguma ideia?!....
Preciso ainda de outra coisa: Joana P., minha querida, posso contar contigo para as fotos?...

Pensei em propor-lhes um post baseado na transformação dos candeeiros do IKEA feita pela Vi.
O que vos parece?

quinta-feira, 19 de dezembro de 2013

Pareço um duende do Pai Natal

Sim pareço, mas não é no musical, é mesmo aqui na Princess Pea.
Encomendas e encomendas, orders e mais orders.
Adoro enviar um pouco de Portugal para outros paises.
Tão bom!
:-)


terça-feira, 17 de dezembro de 2013

O musical - Cenário e adereços

O nosso musical de Natal tem sido um verdadeiro playground para mim no que diz respeito a construções natalícias. Sempre sonhei construir uma pequena Vila Natal, com duendes, trenó, lareira com peúgas penduradas, caixa de correio no quintal do Pai Natal, etc, etc...e agora, com o musical, nao só posso fazê-lo, como tenho toda a legitimidade para tal. Sim, tenho tido uma trabalheira enorme entre serrotes, placas de wall mate, tintas, colas e afins, mas tenho-me divertido muitíssimo nas minhas construções. Sou e serei uma criança grande e sou do tempo em que brincávamos com o corpo todo, e não só com 2 dedos num teclado como agora, portanto, não há cenário natalício que me meta medo :-)





sábado, 14 de dezembro de 2013

A cabeça de veado e não só

O meu troféu cabeça de veado chegou. É lindo que só ele. Mas desengane-se quem pensa que eu sou mulher para andar aí de arma em punho a matar nos coitadinhos dos Bambies, nada disso. O meu troféu cabeça de veado é de madeira, forrada a vinil e cortado a laser. 
A marca MIHO, de design italiano e produção alemã, diz que faz "unexpected things" e tem toda a razão. Quem é que está a espera de uma cabeça de veado toda florida ou de uma casinha de pássaro com respectivo pássaro em tecido? Ninguém, claro! Ou melhor, estava eu à espera e já chegaram. 
Parecem legos de montar.
A minha casa sempre ficou com mais umas tralhas penduradas nas paredes, daquelas que não servem para nada, mas às quais eu não resisto.
Maravilhoso este mundo das babes!










sexta-feira, 13 de dezembro de 2013

Aaaahhhhhhhh!

Chegou a minha cabeça de veado para pendurar na parede.
Ele haverá maior emoção que uma compra on-line?!.....

quinta-feira, 12 de dezembro de 2013

Relíquias no quintal

Num curto espaço de tempo, estas relíquias intemporais começaram a nascer no meu quintal como cogumelos. Para que?! Pois também não sei bem, têm de perguntar ao meu digníssimo esposo.
Homens!!!!
E eu a precisar tanto de um carro novo...










segunda-feira, 9 de dezembro de 2013

LAR DOCE LAR - MARIA RUEFF E JOAQUIM MONCHIQUE




Tivemos a sorte, a Calos e eu, de, na sexta feira, conseguirmos bilhetes para assistir ao espetáculo "Lar Doce Lar", no Teatro Virgínia. A primeira sessão que foi marcada, para sábado, estava esgotada há 4 meses. (Tivemos sorte, não, temos uma ganda cunha na bilheteira:))
Absolutamente impagável!
São umas senhoras!
(O Monchique também é uma Senhora!)



T. P. C.

T. P. C. de francês para o primeiro período: vestir uma boneca com os trajes tradicionais de França. Região que calhou ao Meumainovo: Rhone Alpes.
Bolas, nem sei onde isso fica.
Investigar no Google como raio se vestem em Rhone Alpes.
Resultado:

Ok.
Toda a gente vai fazer meninas, nós fazemos um menino.
Primeiro problema: encontrar o boneco.
No chinês só há sucedâneos de Barbies. É muito pequena, a professora quer um boneco do tamanho de uma garrafa e 1,5 l. No Continente, desse tamanho só há Nancys, de 20€ para cima. Peraí que já vou dar 20€ por uma boneca para um trabalho, o rapaz não está assim tão desesperado, até tem tido boas notas as francês...
Finalmente encontro um boneco noutro chinês que serve.
Quando o tiro da caixa tem o cabelo até ao rabo e apertado diz "Mamã". Ainda por cima em espanhol.
Lá corto o cabelo ao boneco e faço-lhe uma operação pelas costas para remover o tumor que diz "Mamã".
Ontem não pude ir a casa da Calos coser à máquina, por isso, deito mãos à obra e COSO TUDO À MÃO!!!
O meu pai ajudou com a armação para que o boneco se aguente em pé.
Ficou giro. O rapaz merece um 5 neste período!


sexta-feira, 6 de dezembro de 2013

O rosto da LIBERDADE, IGUALDADE e JUSTIÇA


Mandela:

- príncipe tribal
- circuncisado num ritual
- jovem rebelde na faculdade
- advogado
- líder da resistência não-violenta da juventude em luta
- réu num julgamento por traição
- prisioneiro mais famoso do mundo
- presidente da África do sul
- prémio Nobel da Paz
- político mais galardoado em vida



A vida não se mede em anos, nem em dias, mas se fosse esse o caso Mandela tinha uma vida longa: 95 anos, 34675 dias. Nelson Rolihlahla Mandela teve sobretudo uma vida grande em feitos, uma vida cheia. Foi único como exemplo de luta contra a injustiça, sempre de cabeça erguida e com uma dignidade inigualável. O seu destino era ser Rei Tribal, mas a sua força e determinação levaram-no a ser líder de uma ideologia, e a sua tribo é o mundo inteiro.

...e agora com licença...que eu estou com uma lágrima no olho...

PS - Diz que não era lá grande marido...

quarta-feira, 4 de dezembro de 2013

Pretzel Rei

Pretzel Rei foi uma invenção minha e seria um bolo que juntava o melhor dos 2 mundos: um delicioso bolo rei com o formato divertido dos Pretzel. Pus mãos à obra, ou melhor Bimby à obra, mas a minha tentativa de fazer Pretzels Rei não correu bem. Só a parte do Pretzel, porque a parte do Rei está bem boa. É o que dá quando temos a mania das estrangeiradas e tentamos modificar o que é bem português: Só sai m*#da.

segunda-feira, 2 de dezembro de 2013

A Revolta das Renas - um conto de natal

Pronto! É oficial! Vamos fazer um musical de Natal!
Feridas e Calos, mulheres do show bizz, juntaram-se a uma mesa com a querida Ana F., mulher do show bizz também e em menos de fósforo concebemos um espectáculo de natal.
Nós, o Pai Natal Rui, os nossos filhos (que só estes enchem um palco!), e a preciosa ajuda de todos os que vamos chateando pelo caminho. Minde é uma terra voluntariosa. Estamos habituados a fazer tudo sozinhos, ou quase. E fazemos! Vamos ter musica e arranjos musicais feitos de propósito para o espectáculo pelos queridos Tiago e Rudolfo, professores do conservatório. Os cenários e o guarda roupa avança de vento em popa. Nós queremos é disto! yyyeeeeehhhhhh!!!!!!!
Jingle bell, Jingle belllllll!!!!!!!


sábado, 30 de novembro de 2013

sexta-feira, 29 de novembro de 2013

quarta-feira, 27 de novembro de 2013

FAMÍLIAS INTERCONTINENTAIS

Tenho um filho no Japão e agora vou ter um da Argentina!
A repetir a fantástica experiencia de há dois anos, em que passei a ser mãe de uma jovem americana, do Novo México, agora é um rapazinho da Argentina que vem passar uns meses ao Largo das Eiras.
Tudo isto graças à AFS, a organização internacional que promove intercâmbios de estudantes e permite aos adolescentes e respetivas famílias abrir os olhos para o mundo.
QUER TER UM FILHO DE OUTRO CONTINENTE? PERGUNTE-ME COMO!

quinta-feira, 21 de novembro de 2013

Eu queria dar uma voltinha na lambreta do António Zambujo

É verdade, queria mesmo. Ainda por cima o homem vai hoje a Leiria e eu não vou vê-lo.
Queria dar uma voltinha de lambreta e depois fazer conchinha ou deitar-lhe a cabecinha no colo enquanto ele me coçava as orelhas. Mas assim sem ordinarices, que o António Zambujo é como um irmão mais velho, queriduxo e fofinho, não é cá para porcarias...

quarta-feira, 20 de novembro de 2013

Eu hoje tinha, porque tinha, de vir aqui fazer isto

Hehehehehehehehe!.....
E agora estou a gozar o prato a ver o pessoal a passar e a rir...mas vou sair daqui antes que venha o segurança.
;-)


segunda-feira, 18 de novembro de 2013

Por terras Helvéticas

Seis dias volvidos estamos de regresso. A Suíça é aquilo que estamos à espera e não desilude. Paisagens bucólicas dignas dos mais bonitos postais de Natal, cidades organizadas e arrumadas, sem grandes arranha céus, prados verdejantes, muita agricultura e criação de gado, muitos lagos, muitas montanhas cheias de neve, muitas vacas. Na Suíça vive-se bem e é um dos países com maior nível de vida do mundo. Tem uma grande classe média e não há pobres. As pessoas são extremamente civilizadas (a partir das 21horas não de ouve um piu e ninguém atravessa a estrada fora das passadeiras, por exemplo) e têm dinheiro à bruta. Não consigo sentir compaixão ou lamentar a vida dos nossos emigrantes na Suíça, sinto, isso sim!, pena do nosso país que ficou sem eles. Muitos deles para não mais voltar. "Voltar para quê?!"- nas suas próprias palavras. Percebe-se.

Na Suíça parece sempre Natal. A neve, as casinhas de madeira (lindas e super quentes!), os pinheiros cónicos perfeitos e os comboios sempre a cruzar a paisagem transportam-nos para o tempo em que "...veio o gato e comeu! Depois veio o cão e o gato teve de se esconder! Depois veio o coelhinho..."
Os Suíços são muito bons a fazer chocolates, canivetes, relógios e queijos e não precisam regar a relva. A água é mesmo muito baratuxa (ao contrário da cerveja, que é caríssima!), porque abunda por todo o lado: no Inverno pinta tudo de branco sob forma de neve, no verão enche os rios e lagos e brota por todo o lado, fruto do degelo.

Não há duvida que não se pode ter tudo e faltam-lhes as praias douradas, o céu sempre azul e o cheiro a manjerico e a sardinha assada.

A bandeira que é o contrário da cruz vermelha e está por todo o lado, o que confere um ar muito limpinho e hospitalar. (Porque será que a maioria dos países desenvolvidos tem bandeiras simples contrárias à nossa com quinas, castelos, chagas de Cristo e afins?..)


A "Broken Chair" na praça das Nações Unidas em Genebra.


 A macabra estátua do Ogre a devorar crianças. Uma das muitas que se podem apreciar em Berna.


 As inúmeras viagens de comboio que fizemos proporcionaram-nos paisagens deslumbrantes.





Subimos a um cume dos Alpes, chamado Glaciar 3000, entre Les Diablerets e Gstaad, num teleférico para 125 pessoas. A subida é vertiginosa e deixamos um mar de nuvens por baixo de nós, mas lá em cima, somos compensados com pistas suaves e vistas fabulosas.



 Na descida, o sol punha-se atrás da montanha e as nuvens preenchiam os espaços entre os cumes destes montes alpinos.

Montreux é a cidade da "Riviera Suíça". Muitos famosos aqui viveram como Freddy Mercury (que cá morou e morreu) e Stravinski (que aqui compôs a Sagração da Primavera). Foi aqui que Frank Zappa  incendiou o casino com um foguete durante um concerto e deu o mote para Ian Gillan dos Deep Purple, que assistia ao incêndio da janela do seu hotel, compor "Smoke on the Water"inspirado pelo fumo sobre as aguas do lago Leman.
É anfitriã dum dos mais famosos festivais de Jazz da Europa.


Travessia de barco para o Chateux de Chillon onde nos deram um guia muito bem organizado da visita, totalmente em português.



Os portugueses na Suíça são mais que as mães e topam-se à légua, pela sua má pronuncia do francês, ou pelo seu estilo Tuga inconfundível, tanto no vestir como na fisionomia.