sexta-feira, 31 de julho de 2015

Tantas coisas para dizer...

...e pouco, pouco tempo.
De maneira que vamos abreviar, que isto é uma pressa:

- Parece que um dentista americano, atrasado mental, (será isto um pleonasmo?! Dentista...atrasado mental, ...americano,...estão a ver a piada?...Ahahaha! Enfim...) matou um leão muito famoso chamado Cecil. Soube-se de tudo e nas redes sociais não se fala noutra coisa. Quantos e quantos animais serão mortos todos os dias sem que se saiba de nada? Alguém explique a esse dentista, que dá pelo nome de Walter, que nascer com pilinha pequena não é mal nenhum. Há muitos homens assim, desfavorecidos, e não andam por aí a matar animais de grande porte para mostrar que são homens. Já dizia o Freud (será?): o tamanho não conta para nada, e com ovos de codorniz também se faz uma bela omelete! (Não tenho a certeza se Freud dizia isto...enfim...)

- Os gregos continuam a bater mal. Tsipras está amuado com o seu partido porque não o apoia. Talvez seja uma opção considerar mudar de partido. O Varoufakis fez merda e pirou-se, caso para dizer: cagou e andou. (Nunca me enganou, aquele...). Agora vendem ilhas para pagar as dividas e até o Cristiano Ronaldo comprou uma para oferecer a Jorge Mendes como prenda de casamento. Eu, se não fosse cá por coisas, comprava Santorini. Se ficasse mais à mão e fosse bom caminho. Aquele azul das casinhas vai mesmo bem com os tons do meu biquini.

- Na passada terça feira no canal 2, num programa chamado Contentor 13, passou uma entrevista brutal com Afonso Cruz. Vejam, mesmo! Cultivem-se, que a vida não é só cervejas, gajas e selfies!

- Embora muitos o tentem destronar, o bolo de chocolate da Landeau continua a ser e será sempre, o melhor bolo de chocolate do mundo, mas este assunto merece um post só seu.

sábado, 18 de julho de 2015

Sinto-me frágil

Festival Super Bock Super Rock a decorrer. Dois dias de grandes concertos com destaque para Sting, ontem, e hoje Sérgio Godinho & Jorge Palma. Este último foi mítico, magico, com cada um a fazer questão de cantar as canções do outro, dando-lhes uma nova alma, uma outra vida. Sting...bem...Sting é um senhor. Está cada vez melhor, com um charme britânico único incomparável e, ao mesmo tempo, um ligeiro aroma tropical. A Ioga e a meditação rejuvenescem-no. De barba grande, seguro e profundo, intenso...Sting é a prova viva que um galo velho ainda faz um belo "Coq au vin". Além disso, diz que faz sexo tântrico, seja lá o que isso for, embora não soe mal. 
Hoje Godinho & Palma cantaram "sinto-me frágil", ontem Sting interpretou o seu eterno clássico "...how fragile We are, que fragilidade..."
Para uma mulher frágil como eu,...minha nossa,...não se aguenta,...tanta fragilidade.
Com o Godinho e o Palma via o Benfica e bebia 2 moscatéis de Setúbal, ao Sting fazia-lhe, tantricamente, um filho ou dois.


sexta-feira, 17 de julho de 2015

DIZ QUE VAI CHOVER AMANHÃ NO BALEAL...

... já era de prever, uma vez que é fim de semana e eu vou para lá!
Menos mal, é da maneira que vou ver se esgoto a minha quota de sardinhas, já que parece que os senhores da Europa não querem que se pesque mais...

quinta-feira, 16 de julho de 2015

Sempre em busca da perfeição e da auto-valorização

Há 3 credenciais na vida que uma mulher tem de ter: carta de condução, workshop de massagem tailandesa e carta de tirador de cerveja.
Agora já tenho todas.

Foi este menino que me deu o curso...
@ Festival Super Bock Super Rock
:-)



BERINGELAS




Nunca fui grande fã de beringelas. São giras, parecem-me sempre aqueles frutos de plástico que servem para enfeitar a cozinha e também acho que sabem ao mesmo...
Mas o Meuprincipe adora-as! O sabor e o aspeto e passa a vida a comprar beringelas que me empatam o frigorífico até ficarem encarquilhadas e acabam no lixo com o epitáfio mais comum em minha casa nestes casos: "Faz de conta que se comeu".
Mas ontem tudo isto mudou porque experimentei uma receita nova que obedece aos meus requisitos de vegetarianice.
Frita-se cebola às luas e alho às rodelas em azeite. Acrescentam-se as beringelas cortadas em palitos, como batatas fritas. Deixa-se fritar. Quando estiverem cozinhadas tempera-se de sal e pimenta preta e envolvem-se em ovo batido. Uma espécie de beringela à brás. Serve-se polvilhado com salsa.
Bem bom! (Foi o que perdeste, Calos, por não teres vindo ontem...)

segunda-feira, 13 de julho de 2015

ORGULHO MATERNAL

Os filhos dão-nos muitas canseiras, muito trabalho e às vezes ganas de lhes apertar os gasganetes e os deixar roxos de pancada.
Mas quando toca a dar-nos alegrias, ninguém lhes chega aos calcanhares.
Deu-se que hoje saíram as notas dos exames nacionais dos dois mais velhos. Ambos tiveram, contas redondas, 15 a uma disciplina e 17 à outra. Estou muito orgulhosa. Tudo indica que o mais velho vai entrar na universidade para o curso que quer e a segunda está no bom caminho para que no próximo ano lhe aconteça o mesmo.
Estou aqui babadíssima!

sexta-feira, 10 de julho de 2015

O MEU PAI É IMPAGÁVEL!

Este foi o cartaz que o meu pai pendurou no muro do quintal que dá para a estrada:


Diz assim:

Tenho dois tipos de ladrões
à espera das minhas uvas maduras...

Ambos têm dois pés
e ambos têm muitas penas
Uns usam as penas para voarem
outros ficam com elas
se as uvas não provarem

Para uns puz umas redes
Para outros puz este cartaz
E cá fico à espera de ver
Qual dos dois é mais eficaz!

quinta-feira, 9 de julho de 2015

quarta-feira, 8 de julho de 2015

JÁ EU...

...levantei-me às 7,30h, Às 8 estava à porta do posto médico para tirar vez para duas consultas. Passei lá meia hora à porta, mas consegui as consultas. Voltei a casa a buscar o Meumainovo, que hoje teve que ir comigo para Torres Novas. Fui ao cartório, lavrei e li um testamento. Saí com o meu filho, fui-lhe comprar uns sapatos (que tem concerto da banda este fim de semana e os sapatos  já não lhe servem). Fui com ele à Conservatória do Registo Civil tirar o passaporte (que em setembro a banda vai a Cabo Verde e não tinha passaporte). Voltei a Minde, fui a casa buscar a Minhadomeio e um monte de exames para mostrar ao médico. Às 10,50h estava de novo no posto médico para as consultas. Saí do posto médico, fui ao supermercado comprar qualquer coisa, fiz o almoço para a minha avó e os meus filhos. Almoçamos todos e às 13,30h estava de novo em Torres Novas, à secretária.
UUUffffaaaa!!!!!
Também corro muito, e nem tive direito a pastel de nata!...

terça-feira, 7 de julho de 2015

Fui correr...

...no Domingo passado.
Ao todo foram 5.000 metros: 4.950 metros a andar e 50 metros a correr. Ainda parei a meio para comer um pastel de nata.
Hoje estou paraplégica!...

Cá me quer parecer que não sou nenhuma Aurora Cunha...

segunda-feira, 6 de julho de 2015

Ainda a Grécia...essa putéfia!

Eu sei que o tema já cheira mal, que já não há pachorra, mas falto eu! Falta a minha opinião sobre isto. Ainda há coisas que eu quero dizer sobre a Grécia.

O meu contacto directo com a Grécia e com os Gregos deu-se por duas vezes:

Primeiro quando trabalhava no departamento de projectos do CTIC e, entre vários projectos internacionais nos quais participavam, tínhamos um projecto liderado pelos Gregos, o Leonardo da Vinci. A sede daquela malta pelo subsídio era por demais evidente mas bem temperada com a sua ineficiência e desmazelo. Não trabalhavam, não executavam aquilo a que se propunham no projecto, limitando-se a preencher papelada para inglês ver, para que o financiamento não falhasse. Cheguei mesmo a ir a Barcelona a uma reunião do mesmo, com todos os países envolvidos, e o sentimento era comum: “Estes Gregos são uns palhaços!”

O meu segundo contacto directo com a Grécia foi quando lá estive em Dezembro do ano passado, mesmo antes do Syriza ganhar as eleições. Estive em Atenas uma semana. Dessa vez confirmei as minhas suspeitas. Os gregos como povo são baldas, desleixados, irresponsáveis, preguiçosos, corruptos, fora da lei. Atenas não será o espelho de toda a Grécia, mas é suja, porca, feia, descuidada. Grafitis e paredes pintadas por todo o lado, lixo no chão, enfim…do piorio.
Já haviam manifestações na praça Syntagma, mas ninguém me soube dizer para quê ou para reivindicar o quê. Nem eles sabiam, tal como agora não sabem a que dizem NÃO. Sabem que estão mal e assim não querem continuar. É como se no referendo lhes perguntassem: Estão bem? Têm dinheiro? Têm emprego? NÃO!   

No regresso trazia uma certeza comigo: não nos comparem com a Grécia, porque não somos nem primos…
Por isto tudo e muito mais não consigo sentir qualquer culpa. "A culpa também é nossa, da CE". Porquê? Porque não fiscalizou? Porque emprestou demais? Subsidiou demais? Deu o peixe e deveria ter ensinado a pescar?

Ouço vozes de alegria porque ganhou o NÃO! (Não pagamos! Como o slogan no meu 12º relativo às propinas!)
Intelectuais e artistas, pensadores, escritores, políticos, enchem o peito para dizer que ganhou a honra, a democracia. Põem uma bandeira grega no Castelo de S. Jorge, por amor de Deus!
Honra e democracia é não cumprir acordos que se fazem? Honra é não pagar o que se deve? Democracia é pedir mais e mais, sem saber como se vai pagar? 
Se eu fizer isso ao meu banco fico sem a minha casa! E ele nunca mais me empresta dinheiro na vida….
Dizem que foram eles que inventaram a democracia e que a própria palavra Europa vem de lá. Verdade! Mas eu com as calças do meu pai também sou um grande homem. Não foi Portugal um dos maiores países do mundo na época dos descobrimentos? Bolas, chegámos a dividir o mundo ao meio com Espanha. E esse feitos gloriosos de outrora dão-nos imunidade para tudo no presente? Claro que não!

Como é óbvio não percebo nada disto. Não sei se a culpa é da Europa, se é dos Gregos, se é de todos nós, não sei. Acho mesmo que ninguém sabe.  Muito se fala, pouco se acerta…

“Só sei que nada sei”, como dizia o outro. Aquele que, se cá estivesse, dava umas palmadas valentes àquele pessoal.
Manif na Syntagma em Dez 2014
O estado em que fica um mercado depois de fechar no centro de Atenas
O grego
Atenas, esta selva

domingo, 5 de julho de 2015

A Grécia parece aquela putéfia brasileira...

... boa e atraente, que casou com o nosso amigo, fez 2 filhos, esmifrou-o e continua a esmifrar até ao tutano, embora ande a ser "comida" pelo personal trainer, pelo melhor amigo e pelo marido da melhor amiga. Já não lhe faz almoço, nem lhe passa a roupa a ferro, e dorme todas as noites em casa de "uma amiga" e, é obvio, que está mortinha para se por no cavanço para o Brasil. Mas não quer ir de mãos a abanar. Quer esmiuçá-lo mais e mais a sua carteira, as contas bancária, e quer uma pensão de alimentos para os filhos que vão com ela para o Brasil.
Coitado do nosso amigo, tem a vida feita num oito...a putéfia faz dele gato sapato!


sexta-feira, 3 de julho de 2015

O Wareztuga morreu!

Bolas, era menos grave a Grécia ter saído do Euro. Os bons morrem sempre cedo e só vai quem faz mais falta...

Há duas coisas na vida...

...que uma mulher tem de ter. Ou melhor, há muitas mais, mas sem estas é que não dá mesmo:

um bule da Anna Westerlund e um coelhinho da Maileg.

Desde ontem que tenho as duas...

(Sim, sou uma cabra de uma materialista que não consegue resistir ao belo...bolas!)