terça-feira, 29 de dezembro de 2015

sábado, 26 de dezembro de 2015

Ainda...o Lobo Mau que queria ser pai natal

Vocês sabem que faço deste blog um género de diário da minha vida, portanto, embora não seja novidade e já toda a gente as tenha visto, tenho de por aqui as fotos do nosso musical de natal, O Lobo que queria ser Pai Natal.
Já agora, foi um sucesso!...
Boas Festas!
















sábado, 12 de dezembro de 2015

O Ranking das Escolas

Se há coisa que me vai dando algum gozo, ano após ano, é analisar o ranking das escolas no que respeita aos exames do 9º ano.
Mais uma vez Minde deu bailinho.
Hehehehe....

9º ANO

 
 


6º ANO
 
  

Façam as vossas pesquisas aqui:
http://www.publico.pt/ranking-das-escolas-2015/listas

sexta-feira, 11 de dezembro de 2015

O nosso musical de Natal

Tudo começou como uma brincadeira. Há dois anos pensai que seria engraçado, eu e os meus filhos, prepararmos um mini teatrinho de natal para apresentar à família na noite de consoada. Comecei a amadurecer a ideia, a pensar na história e no guarda-roupa, e cheguei à conclusão que não valia a pena tanto trabalho para ficar só aqui em casa. Foi aqui que a coisa exponenciou. Pedi ajuda à Feridas, aumentámos o elenco e de repente a minha ideia simples estava a actuar no cine-teatro para as escolas e para toda a população e no ano seguinte éramos contratados pela câmara municipal.
Há 3 anos que fazemos isto, um musical de natal concebido, ensaiado e representado por nós. Sempre a mesma equipa, mais palmo menos dedo, que inclui pais e filhos, o que torna a coisa muitíssimo especial.
Claro que nós adoramos fazer isto, desde a invenção da história, aos figurinos, os cenários, as músicas, etc...tudo isto nos faz vibrar e nos entusiasma. Temos momentos de stress, muitos, porque esta é uma altura de muito trabalho para toda a gente, e os dias só têm 24 horas, o que em certas alturas como as ferias e o natal por exemplo, pode ser muito desagradável. Mas mais que a emoção de partilhar o palco com eles quando no fim dos espectáculos cantamos a música final para uma plateia cheia de crianças com brilho nos olhos, gosto de pensar que estou a mudar os meus filhos para sempre, estou a fazer-lhes história, estou a construir memórias inesquecíveis dentro deles, memórias de uma infância e juventude divertida, construtiva e empreendedora. E sei que, algures no futuro, num Natal de 2040, talvez esteja a assistir aos vídeos destes teatros, a rir e a relembrar, com os meus filhos e netos. Quem sabe...

A estreia do "Lobo que queria ser pai Natal" é já amanhã, numa sessão privada para a câmara municipal, funcionários municipais e famílias, mas no Domingo faremos a primeira sessão para o público em geral, também no Teatro S. Pedro em Alcanena.
Depois, dia 17 Quinta-feira, faremos uma sessão em Minde para as escolas e no Domingo dia 20 a última actuação para o público em geral, também em Minde, no nosso querido cine-teatro, velhinho mas, felizmente, com uma história que não cabe naquelas 4 paredes húmidas.
Viva o teatro!

domingo, 6 de dezembro de 2015

Teatrices

São 2 da manhã e eu acabei agora esta plantação de cogumelos em cartão pintado e recortado. Estou a cair de sono, doem-me as costas e tenho uma espécie de calo da tesoura num dedo mas valeu a pena, o cenário do bosque vai ficar espectacular com estes cogumelos.
Amanha só tenho de pensar numa forma de os manter em pé.


sexta-feira, 27 de novembro de 2015

THANKSGIVING

Já com um dia de atraso, aqui vão as coisas pelas quais me sinto grata:
- por ter três filhos lindos, que me enchem o coração de orgulho;
- por ter um marido maravilhoso, que me enche o coração de magia;
- por ter pai e mãe vivos e uma avó com mais de 90 anos;
- por ter um irmão excêntrico e original, que amo de paixão;
- por ter a melhor amiga do mundo;
- por ter casa, comida, sistema de saúde, estradas, escolas públicas gratuitas, iluminação nas ruas, recolha do lixo, água canalizada e transportes públicos;
- por viver num país com sol e mar e de graça;
- pelo sorriso de dentes tortos do meu filho mais novo;
- por chegar a tempo à escola e ao autocarro da escola e não ter de me enervar e ir a acelerar atrás do autocarro quase até Fátima;
- por ter a lareira acesa e a casa estar quentinha quando chego;
- por ter dinheiro para pagar os ordenados no final do mês;
- por ninguém da minha família ter morrido numa atentado terrorista;
- por já ter visto tanto do mundo e saber que ainda vou ver mais;
- por ver;
- por ouvir;
- por andar;
- por mais um milhão de coisas todos os dias, a que só daremos valor se e quando as perdermos.

(parece que é bom sentir-se grato e agradecer constantemente a Deus, ao universo, aos chacras ou seja lá ao que for,. Segundo esses livros dos segredos e afins ser-se grato atrai boas coisas, por isso, toca a agradecer mais e queixarmo-nos menos!)

Ahahahah! Brutal!!!

Posso ir vestida de Frida? Posso??? Vá lá!....


quarta-feira, 25 de novembro de 2015

Sugestão para presentes de natal 1# - Terrários

Um presente de natal pode ser muito mais que uma bugiganga comprada à pressa só para poder por mais um "checked" na lista de presentes e presenteados. Normalmente, cá em casa fazemos alguns presentes e desta forma damos um pouco de nós e do nosso tempo (algo precioso) ao outro. Os terrários são uma boa sugestão. Não ficam muito baratos, embora o custo final dependa muito do preço do frasco ou da taça de vidro, que até pode ser uma reciclagem, mas é sem dúvida um presente muito original. Frascos, cactos ou outras plantas, areia, cascas de pinheiro, pedrinhas, etc, vale tudo para fazer um mini jardim num frasco de vidro. Estes foram feitos cá em casa, mas se fizerem uma breve pesquisa pela net vão encontrar terrários muito variados e lindos de morrer.




Arranjem já um ministério qualquer para o Sr. Engº, se faz favor!

Olha...pode ser o da Administração Interna, agora que ele conhece a vida nas prisões por dentro e por fora!!!!! Hahahahahahahahaha!!!!!!
Ó Costa, estavas tão bem embalsamado!

terça-feira, 24 de novembro de 2015

Instinto animal

A minha cadela pastor alemão, a Troika, é o melhor cão do mundo. Não tenho portão e ela não sai daqui, não pisa a relva, faz coco e xixi onde tem de fazer. É leal e inteligente mas não deixa de ser um cão e como tal não morre de amores por gatos e o seu instinto, embora sempre recalcado, acaba sempre por se manifestar. Ela conhece a nossa gata desde bebé e são amigas. Brincam, cheiram-se, lambem-se, mas isso só acontece com a Suzy que é a "nossa" gata. Ontem apareceu aqui um gato forasteiro e a Troika deu-lhe uns safanões. Abocanhou-o e abanou-o. Eu gritei com ela e pu-la de castigo, o que significa prende-la na corrente. O gato não ficou na sua melhor forma. Não tinha sangue, mas ficou a arrastar uma pata traseira :-(
Liguei ao canil/gatil mas eles só podiam vir hoje, liguei ao veterinário e, por sorte, ele estava a passar aqui bem perto. Veio, deu anti-inflamatório ao gato e eu fiz-lhe uma caminha fofinha para passar a noite. Hoje de manhã cá estava o carrinha do canil para o vir buscar.
E perguntam vocês porque é que eu vos estou a contar isto tudo...
Porque há coisas em que o nosso país funciona bem e quando isso acontece é motivo de orgulho. Devemos valorizar o bom e não nos centrarmos só no mau. O veterinário é o veterinário da Câmara Municipal, portanto não paguei nada, e pelo serviço (excelente, por sinal) do canil/gatil também não.
A minha Maryna que é ucraniana ficou tão encantada com isto que até tirou fotografias à carrinha do canil/gatil, com as patinhas impressas na cabine, para mandar para a Ucrânia, e eu confesso que estava toda "inchada" com um sentimento de "olha que bem que as coisas funcionam aqui neste país civilizado".


segunda-feira, 23 de novembro de 2015

Miúdas, esqueçam o marroquino charmosão do fundo da rua

 Eu sei que é uma ideia remota e improvável, mas isto, quando se trata do cérebro feminino e dos seus devaneios, nunca se sabe...
Se por acaso alguma de vós pára o olhar naquele vizinho marroquino morenaço e bem constituido, desimaginem-se. Aquilo não são homens para nós, mesmo que pareçam, numa primeira análise. Não é um bom investimento. Com sorte talvez surgisse uma viagemzita ao norte de Africa ou à Turquia, mas podiamos dizer bye bye à Zara, às maquilhagens e às jantaradas com amigos. E mesmo que levar umas palmadinhas faça parte dos vossos fetiches mais atrevidos, esqueçam, eles têm assim uma espécie de pau de marmeleiro, que lhes é oferecido pelo próprio pai no dia do casamento, que não hesitam em usar.
A única coisa boa era que, com aquela história da burca, talvez não houvesse necessidade de nos depilarmos nunca mais na vida.
Querem ver?



 

terça-feira, 17 de novembro de 2015

O calendário da Eunice

A Eunice Rosado é uma ilustradora doce e linda com que tenho a sorte de trabalhar. Sempre pronta, sempre meiga. Usa uma pele de cordeiro, de menina frágil, mas é um verdadeiro lobo, ou melhor, uma verdadeira grande mulher, cheia de força, determinação e coragem. Adoro-a tanto como ao seu trabalho. Ela propôs-se um desafio: durante 12 dias, fazer uma homenagem a 12 pintores famosos através da sua ilustração e com estes desenhos fazer um calendário.
Já vai no mês de Maio e...adivinhem que é o pintor, neste caso a pintora do mês...isso mesmo: a minha Frida Kahlo!!!!!!!!!

Querem espreitar?
 https://www.facebook.com/EuniceRosadoIllustration/timeline

Agora baixinho para não nos ouvirem:
Ela andava a prometer-me uma Frida há um tempo e esta... vem direitinha cá para casa!...
("É didicada a ti" - Disse ela.)

Obrigada minha querida! Moras no meu coração....
Viva a Nice!!!!!

Frida
Klimt
Picasso
Monet
Van Gogh

segunda-feira, 16 de novembro de 2015

Terrorista descendente de portuguesa

Digam-me lá se não anda tudo variado. Então esta senhora vai para França, um país com homens tão jeitosos como o Gerard Depardieux (epá este não é muito jeitoso...) e o Albert Uderzo (ainda é vivo?...) ou o Thierry henry (este é Francês ou caboverdiano?...) e vai-me ter um filho com um Argelino!... Um Argelino!... Da Argélia...em França!...Então não se estava mesmo a ver que isso ia dar merda?!...
A minha avó sempre me disse...os homens são como os sapatos de pele, podem ser mais caros mas são outro asseio.

quarta-feira, 11 de novembro de 2015

O Rei Leão versus Scar

Ando enjoada com o que se anda a passar na vida politica do nosso país. Sim, enjoada parece-me a palavra certa. Ando enjoada e como eu andam muitos portugueses, ao que me parece.

Lembram-se do Scar, o leão que se aliou às hienas, para derrubar o Rei Leão? Pois, o nosso António Costa está para o mesmo, sendo que depois, tal como o Scar, claramente vai ignorar ou mesmo dizimar as hienas (e ainda bem, cá entre nós, porque aquela malta está completamente demodé e não diz nada que preste...).
António Costa enlouqueceu. Está fora dele, maquiavélico, perturbado, alienado, alucinado, insensato, delirante, desvairado, e andamos todos, inclusive os do seu partido, a dar-lhe o beneficio da dúvida...tal como deram na Grécia ao Varoufakis (lembram-se do Varoufakis?...Aquele que só fez merda e no fim...estava só a brincar...era só para ver até onde é que isto ia...). Acontece que Varoufakis fez merda com legitimidade uma vez que o seu partido foi o mais votado nas eleições gregas. António Costa está a fazer merda mesmo tendo perdido as eleições. Conseguiu transformar uma grande derrota numa vitória absoluta e devastadora para a nossa estabilidade politica. Esqueceu a palavra "democracia", as diferenças partidárias, fechou os olhos às ideologias, as que sempre defendeu e as que sempre rejeitou, e encontrou uma convergência politica "interesseira" (não ideológica). Neste momento, caminham todos de mãos dadas direitinhos à cadeira do poder. Por Portugal? Pela estabilidade? Pelo crescimento? Claro que não! Pela sede cega de poder. António quer ver cumprido o seu objectivo de ser 1º ministro mesmo contra a vontade dos eleitores (Vergonha! Desonra! Mau carácter, mesmo...), ou outros pequenitos, coitados, iludidos em ter uma palavra a dizer nos destinos da nação, a saca rolhas, nem que seja só por uma vez na vida, e nem que para isso se tenham se associar àqueles que, ontem, criticavam sem pudor. Concordo com o Portas (que raramente diz algo que se aproveite) quando chama a isto uma "geringonça". É mesmo uma geringonça" mal atamancada, sem bases nem ideias solidamente desenvolvidas em contexto pré-eleitoral. É antes um "tu calas-te a isto e eu não falo naquilo" para os conduzir ao trono, à cobiçada pedra do rei Leão.

Não nos esqueçamos do fundamental: quando fomos votar, não existia no boletim de voto o "acordo à esquerda", e mudar as regras a meio do jogo é muito feio, muito feio...e o senhor, Sr. Costa, que anda nisto há tantos anos, devia saber disso muito bem...

No Rei Leão a comunidade de leões passou mal com a regência do Scar e das hienas, passavam fome, passavam sede...lembram-se? Só espero que o nosso "futuro presidente Marcelo" não nos permita chegar a tanto...

domingo, 8 de novembro de 2015

É só para dizer...

..que, embora esteja aqui a uns escassos quilometros, eu não fui à Golegã à feira do cavalo. Não fui este ano, não fui no ano passado e certamente não irei no próximo ano. Podiam estar aí a pensar que eu tinha ido e me tinha esquecido de partilhar no facebook as fotos, toda boa, de chapéu de cowboy e botas à cavaleira. Não fui...e não gosto de me mascarar de cavaleira ou de ribatejana latifundiária, e o mais parecido que tenho com um cavalo é uma vespa que era do meu avô.Também tenho o meu Aguiar...que faz umas belas cavalgadas...enfim...

quinta-feira, 5 de novembro de 2015

A ALDEIA DOS CABELOS COMPRIDOS

O meu irmão regressou da China há poucos dias.
Quando vem destas viagens malucas, conta-me sempre de civilizações, pessoas, costumes diferentes, gente que mantém antigas tradições, porque sabe que eu adoro, é sempre o que mais me interessa nas viagens.
Contou-me então de uma minoria étnica na China, em que as mulheres apenas cortam o cabelo uma vez na vida.
Fui logo ver o que era.
A internet é uma coisa espantosa, qualquer coisa que queiramos saber, basta perguntar ao senhor do google e ele é melhor que o Sabichão daquele jogo que tínhamos em pequenos: aponta logo com o seu longo ponteiro e ficamos a saber a resposta.
Então aqui está o que descobri: as mulheres do povo red yao têm uma profunda veneração pelos seus cabelos. A aldeia delas é conhecida como a aldeia dos cabelos compridos.



Aqui acreditam que quanto mais longo for o cabelo de uma mulher maior será a sua longevidade e fortuna.
Então só cortam o cabelo uma única vez, aos 16 anos, quando começam a procurar marido.
Até 1987 só mostravam o seu cabelo ao marido ou aos filhos. Mas depois de 87 abandonaram essa tradição e agora exibem orgulhosamente os seus cabelos.
O comprimento médio do cabelo das mulheres da aldeia é de 1,68m, mas já foram medidos cabelos com mais de 2 metros.

Para viverem confortavelmente com essa massa enorme de cabelo, usam um penteado estranho, que fazem com uma agilidade espantosa. Além disso, segundo o meu irmão, usam o cabelo que cortaram aos 16 anos para completar o penteado.

quarta-feira, 4 de novembro de 2015

Crowdfunding

Há uns meses contribui para um Crowdfunding para a gravação do novo álbum da Emmy Curl. Já foi à tanto tempo que eu já nem me lembrava. Acontece que a Emmy não é pobre e mal agradecida e ontem no correio lá estava o novo CD autografado e outro álbum, com uma cartinha de agradecimento. Gosto da Emmy. Gosto de Crowdfundings. E até gosto de chuva, na altura certa, na medida certa, mas agora já chega senão a espécie humana começa a ganhar guelras e é mais uma carga dos trabalhos para o Darwin, enfim...
Viva o mundo!!!