domingo, 29 de março de 2015

Há coisas fantásticas, não há?

É fantástico constatar que, á medida que a idade avança, a nossa vontade de estar juntos, beber uns copos, dançar e fazer coisas divertidas e improváveis se mantém!
Foi o máximo! Depois conto-vos tudo...

sexta-feira, 27 de março de 2015

FAMÍLIA ESPANTOSA

Passou agora por aqui uma família extraordinária. Viviam em Moreiras Pequenas, Assentiz.
Nove filhos, mais de 18 anos de diferença entre a mais velha e o mais novo. Não morreu nenhum, isto significa que a mãe, que morreu com 94 anos, passou 81 meses grávida, ou seja, mais de 6 anos.
Quando o ultimo nasceu, a mais velha já tinha casado. Ela e a mãe deram à luz com 6 horas de diferença. A mais velha ainda amamentou o irmão mais novo.

quinta-feira, 26 de março de 2015

Vai acontecer...é inevitável!

Após muito pensar, chego à conclusão que não consigo, não forma alguma, evitar fazer 40 anos a muito curto prazo. Não vale a pena. Subi a montanha e, chegada ao cume, só há um caminho: para baixo. Rendo-me! Entrego-me! Vinde força da gravidade, vinde e tomai conta de mim de uma vez por todas! Rendo-me a vós raios UV!!! Vinde radicais livres e despeço-me de ti colagénio!!!!

Os cabelos brancos brotam da minha cabeça sem dó, as manchas na pele apoderam-se de mim, o meu corpo é invadido por peles cada vez mais moles...
Só estou melhor e mais bonita num sítio...por dentro, mas, infelizmente, não se vê. Sim, por dentro estou lindíssima e com tendência a melhorar...ou seja estou boa de ver a Raio X.

No meio de toda esta tragédia e para esquecer a desgraça, juntei-me com 2 amigos de infância e vou fazer uma festarola. Uma festa de despedida dos 39 à qual demos o nome de "Bye Bye Teen Age" e uma festa Hippie Chic. Os preparativos já começaram e enquanto ando distraída com isto, não penso na desgraça...
Fiquem com algumas fotos...que eu vou ali dar o nome para o Lar e já volto...






quarta-feira, 25 de março de 2015

AS NOSSAS PESSOAS

As nossas pessoas são as que estão connosco mesmo que estejam longe.
São aquelas que demos à luz, as que nos saíram da barriga e as que nos saíram do coração. São aquelas de cujo coração saímos.
As nossas pessoas são aquelas com quem partilhamos tudo, o que temos de bom, o que elas têm de mau. São as que nos vêem em pijama e com pelos nas pernas. São as que nos aparam os golpes e nos desancam a seguir.
As nossas pessoas nem sempre nos sorriem, e as lágrimas que deitamos por causa delas são muito mais amargas que as outras.
As nossas pessoas são as que nos fazem prestar atenção quando cai um avião em Barcelona ou há um tremor de terra no Japão.
As nossas pessoas dão-nos colo e pedem-nos colo.
As nossas pessoas colocam no mapa terras distantes de que nunca tínhamos ouvido falar e essas terras passam a ser também nossas.
Com as nossas pessoas retomamos conversas começadas há 10 anos e nem parece que o tempo passou.
As nossas pessoas são chá quente à lareira e ventania na praia. São noites de copos e ressaca no dia seguinte.
As nossas pessoas vêm devolver-nos uma t-shirt ou um livro que emprestámos quando tínhamos ambos 15 anos.
Temos o número de telefone das mães das nossas pessoas no nosso telémovel.
As nossas pessoas continuam a ser nossas mesmo depois de morrerem e nós somos delas também depois de mortos.

sábado, 21 de março de 2015

terça-feira, 17 de março de 2015

Inauguração Spring 2015

Pois...inaugurámos mas hoje, já está a chover.
De qualquer maneira, o fim de semana foi soalheiro e avizinham-se muitos mais, portanto reabilitámos o alpendre. Limpámos tudo, colocámos um vidro para cortar o vento, pendurámos cortinas novas, tirámos as folhas secas das plantas e comprámos uma cantareira (para levar cantaros) nas velharias do Sr. Agostinho. No domingo assámos bacalhau e bebemos um verde fresquinho para comemorar!
É o que se leva desta vida...













terça-feira, 10 de março de 2015

11 # - HWHL

Com licença, que eu vou ali cortar os pulsos e já volto!...
Excuse me, I'll go kill myself, and i'll be back in a minute!...

segunda-feira, 9 de março de 2015

Nestes dias de sol...

...só me apetece não fazer nadinha que preste. O corpo só me puxa para gastar dinheiro: ir ao cabeleireiro, pintar as unhas, comprar roupa da nova colecção, comprar sapatos novos, comprar malas e bijuteria, bater perna na baixa, lavar as vistas, almoçar num sítio giro. Enfim...ser o mais "gaja" possível.
Mas, não!, tenho de trabalhar...que tenho aqui tudo atrasado...

segunda-feira, 2 de março de 2015