quarta-feira, 30 de março de 2016

E cá está! :-)


Happy Wife Happy Life no P3 d'O Público

A WIFE no P3

Hoje recebi um e-mail do P3 e sugerir uma publicação no mesmo de uma reportagem sobre a "Happy Wife, Happy Live", bem como uma selecção de cartoons.
Para quem não conhece o P3 é uma versão do jornal O Público, on-line, e que segundo eles próprios:

"...é um site de informação de forte componente multimédia e com um espírito colaborativo. Produzido por e para um público jovem, resulta de um consórcio inédito entre o Público, a Universidade do Porto e o INESC Porto. Não queremos estar sozinhos na redacção. Queres mostrar as tuas últimas ilustrações ou o vídeo daquele concerto em que fizeste "crowdsurfing"? Publica no P3.

Olhamos para tudo com curiosidade e um espírito inquiridor. Queremos ser surpreendidos e surpreender, dar informação credível e relevante.

Derrubamos a barreira entre o emissor e o receptor e partimos à descoberta de novas formas de contar histórias. O vídeo, a fotografia, o som, a infografia são meios de comunicação tão importantes quanto o texto. Nas redes sociais não somos agentes passivos: queremos realmente saber o que tens para nos dizer."


Calculo que imaginem a minha emoção e o meu entusiasmo. Fiquei em estado de choque e só me passou com um belo de um prato de "rancho" e um copinho dele. A WIFE no P3...nos próximos dias,...nem dá para acreditar... 

Depois, à pala desta grande responsabilidade que me caiu no colo, estou a fazer cartoons até às tantas da manhã, com as pálpebras a pender e uma dor no braço, que a minha secretária e cadeira aqui de casa não primam pela ergonomia. 
Enfim, estivesse eu a dobrar meias....

segunda-feira, 21 de março de 2016

Mini-maratona da Ponte 25 de Abril 2016


Não sou atleta, nem nada que se pareça, mas há coisa de 2 semanas o meu amigo H. lançou-me o desafio para irmos correr a mini maratona da ponte. Parece que o ambiente é divertido, e a experiência vale pelo convívio. Ok, como "ambientes divertidos" é o meu nome do meio, aceitei! Se não fosse a correr, ia a andar, mas pelo sim pelo não, comecei a fazer umas corridinhas. Não gosto particularmente de correr, muito menos na passadeira, mas as roupinhas de corrida e as sapatilhas são giríssimos :-)
Corri umas 5 ou 6 vezes e o meu máximo foi uns 5 kms, talvez...
Para a corrida da ponte o meu objectivo era, pelo menos atravessar a ponte a correr, e se conseguisse fazer toda a prova sem parar de correr, era mesmo brutal!!! E não é que consegui mesmo?!...
Passar a ponte foi fácil, na boa!, depois era a descer, pacifico! e no fim da ponte começamos a ter o apoio dos populares que vão encorajando os atletas e palcos com música para animar a malta. A Batmom, com a sua capa preta foi bastante motivada por todos :-)
Quando cortei a meta, o cronómetro da mesma ditava 1 hora e dois minutos. Confesso que até me vieram as lágrimas aos olhos...
O cronómetro do amigo H. marcava menos tempo, porque ao toque da partida não se consegue correr logo e além disso, estávamos bem atrás da linha da partida.
Eu tenho noção que 7 kms e tal é uma treta, mas para mim foi mesmo bom!
Foram 7,85 km que a Batmom correu enquanto combatia o mal e a corrupção.
Depois combateu um Magnum, um Pastel de Belém, Sushi para o almoço, um Sundae do MacDonalds, e uma pizza ao jantar, sem qualquer réstia de remorso, que quem não é para comer, não é para combater o mal!...
Para o ano, vamos armados em valentões como a P.V., e corremos a meia maratona! Que dizes H.?...

sábado, 19 de março de 2016

quarta-feira, 16 de março de 2016

18 # - HWHL - Os meus Cartoons

Eu adoro cartoons, vocês sabem. Adoro ler cartoons e também adoro fazer cartoons.
As várias situações que vou vivendo no dia a dia, principalmente em família, levam-me imediatamente a imaginar um cartoon, acontece é que o tempo não é muito e os cartoons surgem a um ritmo que não é o ideal. Mesmo assim a pagina do facebook da minha Happy Wife Happy Life já conta com 3500 LIKES. Não é facil, mas certas situações ajudam. Querem saber uma história?

Na semana passada deparei-me com uma dificuldade relacionada com questões técnicas do facebook. Na esperança de obter ajuda enviei uma mensagem a um cartoonista de que gosto bastante, o Fernando, d' "As Crianças são muito infantis". Um pai de 4 filhos que põe em cartoons as conversas que têm no caminho da escola, num pão de forma imaginário. O homem tem mais de 20.000 likes na pagina e até já foi ao "5 para a meia noite" e é amigo do "Criada malcriada" e da "Cavaca para presidenta". Como é óbvio eu não o conhecia de lado nenhum e, sinceramente, nem tinha grande esperança que me respondesse.
Respondeu! Passamos a tarde em troca de mensagens. Passámos 2 ou 3 dias em converseta via facebook. Soube inclusive que eu ia fazer uma mamografia e que estava acagaçada (Jesus Cat! As coisas que tu dizes a desconhecidos!), mas a piada é mesmo essa, quando a empatia nos leva a falar como se fossemos amigos há séculos. Ele adorou a HWHL e partilhou na sua pagina do face. Resultado mais uns 1500 likes e mais uns quantos mortais que ficaram a conhecer os meus cartoons.

Escrevo este post para vos pedir ideias. Como é que posso divulgar esta coisa mais e mais? Aceitam-se sugestões. Any help? Não se acanhem, por favor....

Merci!
Este cartoon é dedicado ao Fernando d"As crianças são muito infantis". Percebe-se porquê.

quinta-feira, 10 de março de 2016

...e agora algo completamente diferente:

Despachadinha que está a trilogia Millenium, que representa algo como 3 kg de livros, preciso de alguma dose de erudição.

Um livro, no mínimo, diferente.

quarta-feira, 9 de março de 2016

Pronto!

Inscrevi-me na mini-maratona da Ponte 25 de Abril. 
Sou mesmo influenciável, Meu Deus!!!
Agora sempre quero ver como é que descalço esta bota...
Crazy me! Crazy me!!!!! 

terça-feira, 8 de março de 2016

Fim de semana Star Wars


Estava farta de não saber quem era Obi Wan Kanobi e Han Solo. De não saber o que era a Estrela da Morte nem conhecer os rebuscados parentescos entre a Princesa Leia, Darth Vader e Luke Skywalker. Star Wars é daquelas coisas que, goste-se ou não, temos de saber do que se fala. É cultura geral. É do senso comum. No fundo é como os Beatles ou o Picasso: existe, é uma instituição, um conhecimento que não nos ocupa megabytes no disco rígido.
Resolvemos então empinar tudo de uma vez. No natal passado comprei toda a saga para oferecer ao meu Jaime, que é o fã dos grandes épicos e dos grandes clássicos, como a Marvel e afins, e o fim de semana passado estacionámos no sofá. Pagámos parquímetro para várias horas e, de acordo com o sábio conselho de Nuno Markl, seguimos a ordem cronológica da saga: começámos pelo episódio 4, seguimos para o 5 e 6. Depois, como a febre Star Wars já tinha tomado conta de nós, ainda vimos o 1º episódio da prequela, o episódio 1. Agora já ninguém me ensina nada, nem me apanha na curva com o tema Star Wars. Já não fico com cara de parva sem saber do que se fala. Vi, com estes olhos que a terra há-de comer o Vader a fazer a grande revelação a Luke - "I am your father!". Não é mito, é mesmo verdade! O cabrão é mesmo pai dele! E mais, às portas da morte, tem assim como que um rasgo de arrependimento e, num acto derradeiro de humanidade, salva o filho do terrível Imperador Palpatine! No próximo fim de semana vamos arrumar com os episódios 2 e 3 da saga e alugar no MEO o novo episódio VII.

Depois de banhados pela luz da Força a nossa vida nunca mais vai ser a mesma, e nunca os deixo de manhã na escola sem proferir, com olhar sério e profundo, o épico desejo "May the Force be with you!".

segunda-feira, 7 de março de 2016

O Enigma da Semana

Todas as semanas há um novo enigma para resolver no nosso quadro de ardósia. Enigmas que obrigam a pensar, a fazer contas, a estimular o raciocínio lógico. Todos podem responder e todos tentam a sua sorte: membros da família, visitas, amigos, e até os padres que cá estiveram em casa. O enigma surge à segunda feira e, até domingo à noite, as respostas são colocadas numa urna, fechada a cadeado. Na segunda, com o novo enigma, surge também a solução do anterior (só em posse da avó Bé), e apuramos o(s) vencedor(es). Os prémios são tão tentadores como chocolates Milka e euros que podem ser acumuláveis e convertíveis em prémios materiais de maior valor.
É divertido vê-los a fazer contas e mais contas, a conferenciar, a descobrir a solução...




O sucesso da iniciativa é tal que, partir desta semana, vamos começar a ter também um enigma infantil, para as visitas mais novinhas como as primas.
Se um dia derem todos em engenheiros e engenheiras, bem podem agradecer aqui à jóia...
:-)

terça-feira, 1 de março de 2016

A Festa Pirata II

A Pirate Party aconteceu e a minha Vitória foi a aniversariante mais feliz do mundo. O dia foi muito divertido e correu tudo muito bem, pois contámos com a ajuda do pai e dos manos, da tia Ana e da madrinha Elsa e padrinho Henrique.
A minha Vi é uma planificadora por excelência. Gosta de imaginar, organizar, planificar, e nunca me deixa fazer "uma coisinha simples", ao contrário, tem sempre grandes ideias, grandes planos e nem pondera que os mesmos não se concretizem. Juntas, com a madrinha e a tia, idealizamos alguns jogos para tornar a tarde bem animada. Os jogos consistiam numa gincana de jogos Pirata, nos quais as equipas somavam pontos. A equipa mais pontuada ganhava o tesouro. Içar as velas, o mar dos tubarões, atira à espada, pirata comilão, corrida de marujos, pescaria pirata, andar na prancha, estes eram alguns dos jogos que inventámos.

Futebol Pirata
O trajecto dos jogos ou seja o mapa do tesouro




Corrida de marujos



 
Içar as velas
Pirata comilão
Mar dos tubarões

Pescaria Pirata

Caminhar na prancha






Dispara o canhão
Espada Pirata
Baú do tesouro
Pinhata
A mesa com um mastro e velas
O bolo de aniversário I
O Bolo de aniversário II feito com créme fraiche


Os bolos de aniversário também foram prata da casa, pois então!

Agora que tenho um doutoramento em festas pirata, quem precisar de ajuda ou material, já sabe, é só pedir aqui à jóia.
:-)