terça-feira, 10 de julho de 2012

CRÓNICAS DE INGLATERRA - VIII

A primeira palavra vai de agradecimento ao querido amigo mindrico Rui Capaz, também conhecido por Zapa, que confeccionou e nos ofereceu barretes de campino com o número do agrupamento, que, além de ficarem bem giros, nos foram muito uteis para identificarmos os nossos escuteiros no meio de outros 5.000. Aqui estão os 12 bravos à saída da sede.


Apanhado o avião, a primeira noite foi passada no aeroporto de Heatrow, como consequencia de não nos podermos fiar na greve dos pilotos.


E, pela hora de almoço de sexta feira, chegámos ao nosso primeiro destino, a Ilha de Bronwsea.


Em Agosto de 1907, Baden-Powell, um militar aposentado do exército inglês, decidiu fazer um acampamento experimental, para testar o seu metodo de educação de jovens rapazes, baseado nos valores da honra, do serviço ao próximo e do contacto com a natureza. O primeiro acampamento foi um sucessso e, ano seguinte, B-P publicaria "Scouting for Boys" ("Escutismo para Rapazes"), ainda hoje o manual de base de todos os escuteiros do mundo.
A ilha era privada nessa altura e agora pertence ao National Trust (penso que deve ser o equivalente ao Instituto da Conservação da Natureza). Por nunca ter sido dividida em lotes para construção, a ilha manteve-se selvagem e com uma fauna e flora maravilhosas.







Parte da ilha é uma reserva natural, mas o local do primeiro acampamento mantem-se ao serviço dos escuteiros que queiram lá acampar. Este é o local do primeiro acampamento de escuteiros, há 105 anos.


A tarde de quinta feira foi passada a visitar a ilha, a tomar banho na água gelada do mar e observar os animais. Poucas pessoas vivem sempre na ilha, a maioria sai no último ferry, às 5 da tarde. A partir dessa hora ficámos com a ilha toda só para nós. Foi fantástico. Infelizmente, foi essa a unica tarde em que vimos o sol. A partir daí foi chuva sem parar.
Na sexta de manhã os escuteiros foram praticar métodos de sobrevivencia à maneira de B-P e construiram, sem quaisquer recursos, um abrigo, um local de fogo para cozinhar, um banco e uma mastro de bandeira.

Já no regresso ao porto de Poole, nós, a chuva e a estátua do fundador Baden-Powell.



4 comentários:

Anónimo disse...

PARABENS AOS NOSSOS ESCUTEIROS.
ADOREI ESTA FOTO REPORTAGEM!
AO VER ISTO ATÉ DÁ VONTADE DE ENTRAR PARA OS ESCUTEIROS, CONTINUEM!!!!
BEIJINHOS E ABRAÇOS PARA TODOS E UM MUITO ESPECIAL PARA A QUERIDA FERIDAS
AC

wolfinho disse...

Gostei muito dos barretes e da reportagem.

Feridas disse...

A reportagem continua. Esta ainda é só a nossa primeira etapa.

Silvia Mota Lopes disse...

MUITO INTERESSANTE:)
beijinhos