quinta-feira, 9 de junho de 2011

PROTECCIONISMO E ECOLOGIA

Fico contente de ver esta vaga de promoção e protecção aos produtos nacionais. Agora só se ouvem na rádio anuncios a produtos portugueses, principalmente agrícolas. Gostei de ver a criação do selo "Compro o que é Nosso". É assim mesmo, devemos proteger os nossos produtos, é a nossa única forma de impulsionarmos a nossa economia e sairmos da crise.
Pena que me parece que isto é só uma moda de circunstância, como a das bandeiras nacionais na altura do euro. E, claro, os pepinos espanhois também ajudaram...
E em que é que isto se relaciona com a ecologia? Eu explico. Cada vez que compramos carne argentina, laranjas israelitas, ananáses do Porto rico estamos a gastar imensos recursos em transportes e armazenagens. Tudo isto é petróleo em combustiveis de aviões e camiões, electricidade em camaras frigorificas, etc... E os produtos fora de época? Já pensaram o que custa em electricidade produzir morangos em Dezembro e feijão verde em Janeiro? E vale a pena? Eu acho que não, porque acabam por sair vegetais e frutas muito luzidios e normalizados, mas que não sabem a nada, porque só apanharam o calor da estufa e não o calor do Sol.
Se comprarmos produtos nacionais e "fruta da época" poupamos muito dinheiro em transportes e o planeta agradece a diminuição dos gases poluentes.
Pensem nisso...

7 comentários:

wolfinho disse...

Epá mas o Mac não é nacional :( :( :(

Kate Moch disse...

Podes crer amiga Feridas. Os produtos Princess Pea também são todos produzidos em Portugal, com materiais recicláveis e reutilizáveis e baseados nas regras de um comércio junto. E vou fazer disto a minha bandeira.

Amanhã fico a saber se passei à fase seguinte do "Acredita Portugal".
Áaaaiiii que nervos!!!!....

Feridas disse...

Wolfinho, o mac não é português mas o sr. Armando faz lá umas variantes bem boas e com hamburgers do talho do Eugénio, penso eu de que, pelos menos sabem-me a carne do Eugénio (salvo seja...)

Feridas disse...

Então e acerca de Princess Pea, nunca mais há notícias? Quando é aparece um endereço de site para irmos ver?

Kate Moch disse...

A Princess Pea vai de vento em popa. Breve, breve começam a surgir os primeiros artigos. A loja só vai para o ar quando estiver tudinho operacional. Tenho trabalhado nisto intensamente e após tanta hora em frente ao computador ainda não há nada para ver, excepto os meus óculos que passei a usar ao computador por causa da vista cansada. Quando tiver alguma coisa para mostrar faço um facebook da Princee Pea.

Feridas disse...

Um facebook? Dispenso, como sabes é contra a minha religião...

Kate Moch disse...

Também é contra a minha...
Sou mais devota do Blog.